SEJAM BEM VINDOS

"Caros companheiros, esse espaço é dedicado a textos políticos, históricos e filosóficos como também para as ações do Nosso Mandato Popular.
Leia, discuta, critique e divulgue nossa luta."
Profº Glauber Robson

Acompanhe o Mandato do Prof. Glauber no YouTube

Loading...

sábado, 27 de agosto de 2011

22 dias da Greve Geral Interior e Capital.

Caros leitores, nós professores da rede estadual de ensino, completamos 22 dias de nossa Greve Geral no Interior e Capital. Essa já é a maior greve das últimas três décadas. São mais de seiscentas escolas paralisadas parcial ou totalmente, com cerca de 20 mil profissionais parados e centenas de milhares de alunos sem aulas. Isso tudo graças a postura intransigente, arrogante e desprovidade preocupaçao com a educação do nosso estado mostrada pelo atual governo.

O governo fez uma proposta de adequação a Lei do Piso, lei Nº 11738, que ao nosso ver destrói a carreira dos educadores cearenses. Assim a categoria em assembleia geral declarou a greve no dia 1º de agosto, a mesma iniciou legalmente no dia 5 do corrente mês. Depois de semanas de luta em todo o estado, de declarações absurdas do governador, como por exemplo: "Professor tem que dar aula por gosto, se acha que tá ganhando pouco peça demissão e vá para o ensino privado", ou ainda: " por mim nem carreira existiria." Nossa greve ganhou força, ganhou a adesão dos alunos, dos pais e de toda a sociedade que ficou perplexa com a falta de respeito com os educadores do estado. Tal força foi vista na passeata dos 10 mil, realizada na última quinta-feira 25 de agosto, onde além de tomar as avenidas Antonio Sales e Desembargador Moreira, estudantes e professores literalmente invadiram a assembleia legislativa. 

Esse foi um momento histórico, único, na vida de qualquer pessoa, principalmente na minha. Ver os alunos gritarem palavras de ordem como: "sai, sai do méi, sai que meu professor é rei." "Cid, você vai ver o temporário é você!", ou então: "O professor é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo." Foi realmente marcante, nunca irei esquecer daquele dia. Após essa demonstração de força e apoio popular aos educadores, o governo que se negava a receber a categoria, resolve ceder e chama os representantes do Comando de Greve para uma conversa. Nesta conversa ele não foi claro, mas deu indicios de que a negociação pode acontecer e nós poderemos retornar as salas de aula. Sabemos que o governo não fez isso por bondade ou por respeito aos educadores, mas sim pela força do movimento, das massas nas ruas.

Na segunda-feira, pela manhã, aconteceram os zonais em todo o estado e a tarde a categoria delibera se continua ou não com a greve. Esperamos que possamos agir com responsabilidade e sem paixões, pois nossa luta é pela valorização do magistério e de uma escola pública de qualidade.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Greve Geral dos Professores do Estado do Ceará.


O dia 5 de agosto foi um dia histórico para os professores do Estado do Ceará, que iniciaram uma grande Greve Geral, no interior e na capital em busca de salvar a carreira do Magistério em nosso estado. O Estado do Ceará, tem hoje o 5º pior salário do país. Como se isso não fosse suficiente, ele com sua proposta acabou com a carreira, invibializando a ascensão profissional de nós educadores(ver site:http://www.apeoc.org.br/).





Porém em Pacajus a luta foi ainda mais vitoriosa nesse primeiro embate, em um municipio onde não existe o histórico de greves, pela primeira vez a categoria paralizou suas atividades na maior escola de ensino médio da cidade e uma das maiores do estado em número de alunos. Para que isso acontecesse foi fundamental a união de professores e alunos em busca de uma educação pública de qualidade, capaz de formar cidadãos, éticos e comprometidos com a melhoria de nossa cidade. Os alunos da EMEF Padre Coriolano paralisaram suas atividades em solidariedade aos seus professores que foram humilhados pelo plano imposto pelo governo estadual. Com isso o movimento ganhou amplitude e foi as ruas mostrar para a sociedade o que está acontecendo, pois não são os professores os únicos prejudicados com as atitudes deste governo, mas sim os jovens que perdem por não terem uma infraestrutura adequada e um quadro de professores desvalorizados. Assim as duas classes mais prejudicadas neste momento se uniram e vão lutar por uma educação pública de qualidade.
Na passeata que foi feita nas ruas do Centro da cidade, o grito de ordem foi: "GOVERNADOR RESPEITE O MEU PROFESSOR." Acompanhado de uma paródia da música de campanha do governador: "pro Ceará ficar melhor, ô, ô, ô, Cid pague o professor, pro Ceará seguir em frente e o cidadão ficar contente, Cid pague o professor." É nossa juventude, se mostrando consciente do seu papel, lutando por seus direitos e construindo uma nova história.



Em nome de todos os professores grevistas, agradeço ao apoio dos nossos alunos e estaremos sempre juntos, pois juntos somos mais fortes! OBRIGADO...