SEJAM BEM VINDOS

"Caros companheiros, esse espaço é dedicado a textos políticos, históricos e filosóficos como também para as ações do Nosso Mandato Popular.
Leia, discuta, critique e divulgue nossa luta."
Profº Glauber Robson

Acompanhe o Mandato do Prof. Glauber no YouTube

Loading...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Chega de Corrupção I.

Car@s leitor@s deste humilde blog feito para refletir, publicaremos neste espaço democrático, pelos próximos dias, textos sobre a galopante corrupção que assola nossa cidade e também as relações que a mesma tem com o processo eleitoral e a prática da compra de votos em nossa amada Pacajus. A ideia aqui é uma trilogia que contemple informações e reflexões sobre o atual quadro municipal.

O primeiro texto será: A CORRUPÇÃO E O PODER LEGISLATIVO, QUAL A RELAÇÃO?

Pela Constituição Federal de 1988, a função do Poder Legislativo é a de legislar e fiscalizar. A primeira é prática comum, e fácil de entender, os parlamentares, no nosso caso os vereadores, propõem ao executivo leis e requerimentos que melhorem a vida da comunidade. A segunda e que julgamos mais importante é a de fiscalizar as ações do gestor público, verificar a aplicação dos recursos, o cumprimento das leis e os principios que regem a administração pública que são: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, previstos no artigo 37 da Constituição.



Porém em nossa cidade não temos visto, o legislativo cumprir seu primordial papel, o que vemos é um grupo de oito vereadores que compõem a base aliada do Imperador Municipal (que é assim que ele se sente, D. Pedro III), tentar cobrir os desastres públicos protagonizados por essa gestão, tentando mascarar e defender com unhas e dentes os desmandos vividos por toda nossa população. Inúmeras vezes já tentamos, sem sucesso, levar secretários municipais para prestar esclarecimentos sobre as reclamações que recebemos da população, na saúde, educação, na ação social, enfim nas mais diversas áreas. No entanto os nobres colegas vereadores, formam um escudo em volta da administração em "busca de resultados"(parece piada), funcionam como uma verdadeira tropa de choque.

 
Eu lhe pergunto car@ leitor@, que interesses esses senhor@s defendem?  Nestes dois anos e oito meses de mandato parlamentar na Câmara Municipal, já pude ter uma certeza: os do Povo de Pacajus não são. Então, que escusos interesses fazem parte do plano destes que deveriam ser os representantes do povo, mas que fazem o contrário? O que realmente eles tem em mente? Essa fica para você responder. Cobre dos demais vereadores, questione sua postura, cumpra seu papel de cidadão e avalie o que está acontecendo na Câmara de vereadores.

Acredito nas instiuições democráticas, na capacidade do povo organizado, que as pessoas de boa indole juntas podem fazer um processo diferente deste que aí está. Nossa cidade precisa, grita, clama por uma nova forma de fazer política, de ver o municipio não como uma vaca leiteira, para alimentar quadrilhas de larápios, mas sim como um aglomerado de pessoas, que trabalham, vivem, sofrem e sentem na pele o abandono vivido nas filas dos postos de saúde, no hospital sem medicamentos, nas ruas esburacadas e sem iluminação, nas escolas caindo aos pedaços, na juventude largada sem expectativas, entregue ao crack e outras drogas. 

Como muito bem frisou Platão: "O preço que os homens de bem pagam por não participar da política é ser governado pelos maus", pense nisso, participe!

Reflita conosco, que Pacajus estamos construindo para as gerações futuras?

No próximo texto, abordaremos a corrupção eleitoral e o abandono, o que eles tem em comum?

Abraço a Tod@s!

Nenhum comentário:

Postar um comentário