SEJAM BEM VINDOS

"Caros companheiros, esse espaço é dedicado a textos políticos, históricos e filosóficos como também para as ações do Nosso Mandato Popular.
Leia, discuta, critique e divulgue nossa luta."
Profº Glauber Robson

Acompanhe o Mandato do Prof. Glauber no YouTube

Loading...

sábado, 18 de junho de 2011

Por que tanta demora?

Que a Justiça no nosso país é morosa todos nós já sabemos, que os processos se arrastam por anos a fio, já não é nehuma novidade para nós. Mas no caso específico de Pacajus, com a Operação Província tem se tornado um caso desolador, são muitos indícios, muitos documentos que geraram provas contundentes contra a atual gestão municipal, que vão desde contratos, passando por notas e recibos que evidenciam a corrupção em nossa cidade e até agora não temos um desfecho final para essa novela. A população na rua nos cobra, nas rodas de conversa, sempre sai  algo como:"é isso não dá em nada mesmo", e nós que denuciamos, que juntamos provas e entregamos a justiça, inclusive contendo 13 novas denúncias, ficamos sem ter o que falar.


Muitas vezes caro leitor, ficamos até desanimados com a luta contra essa escória que suga o nosso município, como um parasita voraz. Esse é mesmo o termo, um parasita voraz. Estamos no terceiro ano desta gestão e até agora não vimos nada de positivo para nossa cidade, são milhões de reais mensais em recursos federais, estaduais e a arrecadação própria da PMP, que vão pelo ralo, que não chegam a quem deveria chegar. Mas precisamos ter esperança, acreditar que temos força e que juntos podemos contruir uma nova história para essa cidade.

Iniciar um processo de conscientização de nossa gente é fundamental, povo consciente é povo que luta por seus direitos, exige que a lei seja cumprida. É preciso que nós levantemos o debate sobre a corrupção nas escolas, nas igrejas, nas rodas de amigos, no intervalo da empresa, enfim em todos os lugares para que não sejamos mais lesados por políticos como esse que aí está e se acha um ditador, ou melhor, se acha o dono de nossa cidade. MAS A CIDADE É DO POVO, DE NOSSA GENTE LUTADORA, E NÓS EXIGIMOS RESPEITO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário